“CADÊ A CHUPETA DO BEBÊ?”

essa é uma pergunta que muitas crianças já fizeram ao ver o Francisco. Parece natural que um bebê use chupeta. Algumas dessas mesmas crianças ainda tem chupeta.

Lembro-me muito bem de quando eu era pequena. Tive chupeta até uns quatro anos. Larguei uma noite, antes de dormir. Pareceu simples: joguei-a fora no lixo do banheiro. Minha mãe insistia para eu largá-la, atendi ao seu pedido. Por outro lado, a mamadeira, essa foi duro de largar. Demorou muito mais tempo. Em família, não me envergonhava de tomar com o bico meu leite com nescau.

Só pela minha experiência de criança, eu não dou nem chupeta nem mamadeira ao Francisco.

A lista de contras é muito grande. Vai de danos à formação dos dentes, à respiração, à postura corporal como um todo, passando pela dependência afetiva. O bico artificial supre uma falta e torna-se um objeto transicional. Quando a criança “já está grandinha” os adultos querem a todo custo — até mesmo colocando pimenta — tirar esse hábito que lhe dá tanto conforto. Afinal, pensa-se sobretudo no ponto de vista do adulto: quando pequeno, é conveniente dar uma chupeta. Já grande, melhor escondê-la, eliminá-la.

Já disse em outro post que o pós-parto é um momento delicado, em que nossas convicções podem enfraquecer. Pois eu confesso que por um átimo — foi um momento bem breve — eu cogitei dar chupeta ao Francisco. Isso porque eu estava com o mamilo ferido e me perguntava se eu daria conta de atender à sua necessidade de sucção. Amamentar, como bem sabemos, não é só alimentar mas dar aconchego, carinho. A sucção relaxa, ajuda nas cólicas, auxilia o sono.

Ainda bem que encontrei os argumentos que me fizeram de uma vez por todas ter a certeza de que a chupeta nos prejudicaria. Seguimos forte no peito, confrontando a ideia de que ele faça meu peito de chupeta — coisa que, pensando bem, não faz sentido algum: o peito é natural, a chupeta é que foi criada para substituí-la!

Mas e a mamadeira? Há uma alternativa muito simples, o copo! Ele ainda não segura o copo sozinho, mas com um pouco de ajuda nossa ele já dá seus golinhos.

Pra finalizar, deixo algumas indicações de leitura: na vila mamífera, no slingando, e na cientista que virou mãe.

Anúncios

2 Respostas para ““CADÊ A CHUPETA DO BEBÊ?”

  1. suélen, obrigada pelo comentário e o link. é tão valioso pode encontrar algum apoio para nossas escolhas, né? beijos :*

  2. Ana, obrigada por compartilhar esse texto tão esclarecedor… Não aguento mais as pessoas falarem de chupeta, quando veem minha pequena levando a mãozinha na boca… Até o pediatra enche o saco! E olha que ela nem tem dois meses ainda… Esse ´texto aqui tb me ajudou muito a me rechear de argumentos http://vilamamifera.com/cafemae/se-o-bebe-esta-chupando-o-dedo-o-que-ele-pode-estar-querendo-dizer/ … mesmo pq ele é baseado em evidências. beijos. Suélen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s