O CÉU AQUI

como o céu onde você ou ele está, onde estamos, não é igual ao céu de nenhum outro dos dias em que olhei para ele. O céu aberto de três meses atrás se perdeu na ventania, veio outro que já foi embora faz menos de uma semana, antes sufocado pela fumaça quente, agora dissolvido em nuvens de chuva, que eu tanto queria ver. Tanto o sol como a lua se mostraram em todos os tons que conseguiam refletir – antes de se esconderem por entre as nuvens, foram azul, cinza, branco, amarelo, laranja e vermelho, mais escura, a cor sem nome.

O céu daqui me mostra mais o tempo que passa, no meio da noite, fim da madrugada, enquanto eu não estou dormindo – acordada?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s